Buraco do Padre: saiba tudo sobre a linda cachoeira de Ponta Grossa, no Paraná

Buraco do Padre
Buraco do Padre

Quem acompanha o blog sabe que adoro descobrir cachoeiras lindas pelo Brasil e também ao redor do mundo. Então, desta vez, resolvi explorar a região sul do país e fiquei encantada com as belezas naturais de lá. Um dos mais famosos pontos turísticos, que inclusive tem feito sucesso em fotos no Instagram, é o Buraco do Padre. Fica no distrito de itaiacoca, em Ponta Grossa, a cerca de 40 minutos de carro do Centro. Esse atrativo faz parte do Parque Nacional dos Campos Gerais.

Como chegar:

Siga pela PR-513 (Estrada Pery Pereira Costa, conhecida como Rodovia do Talco). Pelo GPS, é moleza encontrar. Além disso, a sinalização ao longo do caminho é excelente. E aqui vale um parênteses: eu dividi minha hospedagem entre Curitiba e Ponta Grossa. De Curitiba para Ponta Grossa, há dois pedágios na BR-277, um de R$ 8,70 e outro de R$ 12,40. Portanto, não se esqueça de levar dinheiro. Quem vai de ônibus pode comprar a passagem no site da viação Princesa dos Campos. A viagem dura duas horas e custa cerca de R$ 42 (apenas um trecho). De Ponta Grossa para o Buraco do Padre, não encontrei meios de transporte públicos. Aqueles que não estiverem com um veículo podem consultar a possibilidade de um tour privado no hotel.

COMPARE PREÇOS DE LOCADORAS E ALUGUE SEU CARRO PARA A VIAGEM

Preço:

A entrada no Buraco do Padre custa R$ 20 (valor em dezembro de 2018) e dá direito a estacionamento. Há máquinas para cartão, mas o sinal é péssimo. Leve dinheiro em espécie por via das dúvidas. A meia-entrada é válida para crianças menores de 6 anos, idosos com mais de 60, estudantes e professores. É preciso comprovar. Nem adianta chorar lá na hora se não tiver a documentação.

A visitação está aberta de quinta-feira a domingo e também nos feriados, das 9h às 17h. É obrigatório deixar o local até 19h. De novembro a março, o horário de entrada costuma ser estendido até 18h e o parque funciona todos os dias.

Buraco do Padre:

Quando avistar a placa de entrada na rodovia, à direita, vire e siga por 5km de estrada de terra. Imagino que o trajeto fique meio ruim depois de chuvas, pois as condições não são das melhores. Um carro baixo, simples, consegue percorrer o caminho se não houver bastante lama. Mas é preciso um pouco mais de atenção.

Depois do estacionamento, tem início uma trilha de 1km, tranquilíssima, perfeita para qualquer idade e também acessível para pessoas com necessidades especiais. Existem vários trechos com pontes de madeira muito bem conservadas. São só uns dez minutinhos de caminhada. Sobre a estrutura, há banheiros e o Café do Lobo, aberto aos finais de semana e feriados, com cardápio para almoço e lanches.

Buraco do Padre
Buraco do Padre

 

Buraco do Padre
Buraco do Padre
Buraco do Padre
Trilha Buraco do Padre
Buraco do Padre
Trillha para o Buraco do Padre

A cachoeira é um espetáculo e proporciona um banho delicioso. Rola uma parte com areia ótima para quem quer passar um tempo ali relaxando. Isso sem falar no paredão rochoso lindíssimo, com uma fenda imponente. Chegue bem cedo porque, por volta das 11h, começa a encher bastante. E uma curiosidade: o lugar é chamado assim porque os padres jesuítas usavam como refúgio para fazer suas orações.

Para os que tiverem mais disposição, logo no início do percurso para o Buraco do Padre, dá para ver uma placa indicando a Trilha do Favo, que leva ao topo da cachoeira. Segundo as informações descritas ali, trata-se de uma trilha de nível médio, não indicada para pessoas com dificuldades de locomoção. Não cheguei a ir por falta de tempo, mas fiquei bem curiosa porque o visual deve ser incrível.

Buraco do Padre
Buraco do Padre
Buraco do Padre
Buraco do Padre

LEIA MAIS:

As belíssimas Cataratas do Iguaçu

Foz do Iguaçu: o que fazer além de visitar as Cataratas

16 Responses

  1. Laís Cristina Roani

    Linda essa cachoeira! Adorei o visual das pedras, parece que foram colocadas uma em cima da outra pra formar o paredão do Buraco do Padre. Nesse calor que tá fazendo desejei muito estar embaixo dela.

  2. Michelle

    Bem lindo o lugar, esse buraco com a cachoeira no meio é diferente das cachoeiras “normais” né? E a melhor parte é que é fácil de chegar, porque normalmente esse lugares não são tão acessíveis assim.

    • De Boa na Trip

      Sim, bem diferente. E, por isso, encantador! 🙂

  3. Angela Del Castanhel

    Que legal essa cachoeira do padre em Ponta Grossa.. Adoro cachoeiras também. Tenho uns amigos que são fascinados, vou mandar o post pra eles. Valeu

  4. Marcia Picorallo

    Que coisa linda é esse Buraco do Padre! Uma cusriosidade que talvez você saiba responder por conhecer tantas cachoeiras: a maioria delas está em parques públicos ou propriedades privadas? Esta, em particular, imagino ser privada…

    • De Boa na Trip

      Oi, Marcia. Como expliquei no post, é preciso pagar entrada para conhecer Buraco do Padre. A maioria das cachoeiras de Ponta Grossa fica em propriedades privadas. No geral, é bem variado. Nas chapadas Diamantina e dos Veadeiros, por exemplo, há os dois tipos.

  5. Carla Mota

    Esse Buraco do Padre é lindo demais! Nunca tinha ouvido falar. A cachoeira é magnífica e parece cenário de filme mesmo.

Deixe uma resposta