Saco do Mamanguá, o paraíso de Paraty

mamanguá
Pico do Pão de Açúcar

Muita gente conhece ou já ouviu falar de Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro, mas nem desconfia de que lá está escondida uma joia chamada Saco do Mamanguá. Único fiorde brasileiro, tem oito quilômetros de extensão e 33 (!!!) praias.
Para chegar ao Mamanguá, é preciso pegar uma embarcação em Paraty Mirim, que fica a meia hora de carro do centro de Paraty. Quem estiver sem veículo próprio tem a opção dos ônibus da empresa Viação Colitur. Vale se informar sobre os horários de saída da rodoviária de Paraty pelos telefones (24) 3371-1238 ou (24)  3371-1224.
VEJA OPÇÕES DE HOSPEDAGEM EM PARATY

mamanguá
Paraty Mirim

Me recomendaram o barco do Nerildo, o São Rafael II, em que cabem 14 pessoas. Entrei em contato numa sexta-feira e fechei um passeio de três horas para casal por R$ 180, para sábado. Foi um tour privativo maravilhoso. O irmão do Nerildo, Ney, foi o responsável por nos levar ao Mamanguá. Rola escolher em quais praias parar e ele vai dando todas as explicações. A estrutura do barco é ótima. Contato: (24) 99822-2502.

mamanguá
Paraty Mirim
mamanguá
Passeio de barco

Também há a possibilidade de chegar cedo a Paraty Mirim (por volta das 9h) e tentar negociar passeios no cais. O ponto de encontro dos barqueiros é o Bar do Fabinho, bem fácil de encontrar.
Conhecemos as praias do Buraco, do Sobrado e do Engenho, as principais. E passamos por várias outras, onde há casas para serem alugadas. Vale muito a pena combinar com um grupo e passar o fim de semana lá. Para pesquisar esses locais, acesse os sites do Alugue Temporada, do Airbnb ou então da pousada Refúgio Mamanguá.

mamanguámamanguámamanguámamanguámamanguá
Paramos na praia que fica bem em frente ao Pico do Pão de Açúcar. Neste ponto, há um bar que serve de referência para a trilha que leva ao alto da pedra. Uma hora de subida, aproximadamente. Caso queira se aventurar, marque com o barqueiro algum horário no fim de tarde e passe o dia curtindo a caminhada e depois a praia.
mamanguá
Sobre hospedagem: fiquei na pousada Flor da Terra, em Jabaquara, em Paraty. Os quartos são ótimos e o hotel conta ainda com uma piscina. O café da manhã é bom e o staff, muito atencioso. Contudo, achei o preço muito caro: R$ 229 a diária. Além disso, para quem está sem carro, a localização atrapalha, já que o local distante do centro histórico.
*Viagem realizada em novembro de 2016

LEIA TAMBÉM:

Dicas para visitar Cachadaço, em Trindade
Um fim de semana em Angra dos Reis
Conheça Lumiar, na Região Serrana do Rio

10 Responses

  1. Camila Neves

    Oi! Eu nunca tinha ouvido falar sobre o Saco do Mamanguá antes… E agora, graças ao seu post, virou mais um destino apra conhecer na minha listinha! 🙂

  2. Diego Arena

    Acredita que já fui para Paraty duas vezes e não sabia do Saco do Mamanguá? Já deixei anotado para a próxima.

  3. Thais

    Paraty, tão pertinho de onde moro e não conheço.
    Preciso conhecer.
    Obrigada pelas dicas.
    Abraços
    Thais

Deixe uma resposta