Motivos para conhecer Barcelona – parte I

postado em: Barcelona, Espanha, Europa | 4

DSC00251Carioca da gema, fiquei encantada por Barcelona. Afinal, a cidade espanhola é a cara do Rio de Janeiro: tem praia, boates, parques, museus, restaurantes e bares badalados. Abaixo, começo a listar os motivos pelos quais me apaixonei por esse lugar. Garanto que vocês vão curtir também!
VEJA OPÇÕES DE HOSPEDAGEM EM BARCELONA
1) Park Güell: É um dos principais pontos turísticos de Barcelona. Trata-se de uma obra primorosa de Gaudí, que também fez o maravilhoso templo Sagrada Família. O ingresso para entrar no parque custa oito euros (sete se você comprar antecipadamente pela internet). Dá para chegar lá de ônibus (peguei na Plaça de Catalunya). Aliás, o transporte público funciona muito bem na cidade. Esqueçam os táxis.
O Park Güell é lindíssimo, mas fica muito cheio, então, rola aquela dificuldade para apreciar com tranquilidade e fazer fotos bacanas. Recomendo chegar cedo e reservar pelo menos uma hora para explorar tudo.
DSC00239DSC00240DSC00250DSC00254DSC00265DSC00279

2) Sagrada família: O ingresso mais básico, sem guia ou áudio guia, sai a 15 euros. Quem se interessa muito por história deve optar pelo tíquete mais completo, que custa 22. Há também um que dá direito a visitar as torres, a 29 euros. Eu escolhi o mais simples e não me arrependi. Trata-se de um passeio curtinho, mas prazeroso, pois a arquitetura é absolutamente impressionante.
Rola chegar de metrô, pois a estação fica bem próxima. Importante lembrar que o templo, assim como o parque, fica lotado.
DSC00319DSC00321DSC00330DSC00331DSC00335DSC00342DSC00341
3) Parc de la Ciutadella: Sensacional! Vale demais a visita. Vantagens: gratuito e beeeem menos cheio. O ideal é começar o passeio pelo Arco do Triunfo, seguir pelo Castelo dos Três Dragões e depois desbravar o parque, que tem fontes, monumentos e muito verde. Além disso, há um mamute gigante, obra de Miquel Dalmau, muito interessante. O acesso se dá por metrô.
DSC00287DSC00294DSC00296DSC00292

DSC00300
Castelo dos Três Dragões

DSC00301
4) Museu Picasso: Adoro o trabalho do Picasso e gostei do museu. O ingresso mais barato custa sete euros. O melhor a se fazer é comprar com antecedência pela internet, pois é outro ponto bem cheio, com fila extensa.
O museu fica próximo do Parc de la Ciutadella. Dá para conhecer à tarde, depois de percorrer todo o parque pela manhã. Não queira visitar dois parques no mesmo dia, pois, além de ser cansativo, todos merecem atenção especial.
DSC00383DSC00386
5) Plaça Reial: Esta praça é fofa e concentra restaurantes, bares e hostels. Foi aí que me hospedei, no Kabul. Para quem gosta de festa é um prato cheio. O local não para um segundo: tem várias mesas de jogos, música alta, computadores com acesso a internet grátis e promoções de bebidas. E o melhor: o preço da diária inclui café da manhã e jantar. A comida não é exatamente boa, mas ajuda a economizar demais.
DSC00235
6) Ramblas: é uma grande avenida com bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de artigos diversos, bem próxima à praça citada acima. Tem um clima bacana, com mesinhas na rua. Recomendo fortemente comer uma paella num desses estabelecimentos.
DSC00318
7) Plaça de Catalunya: Gostei muito da praça, também tem uma vibe ótima. As pessoas se reúnem ali no fim da tarde para conversar e relaxar. No entorno, há várias lojas (de cosméticos, de eletrônicos etc), além de lanchonetes fast food. Almocei muito por lá para poupar.
DSC00309
8) Bairro Gótico: Recomendo fazer um walking tour para conhecer essa área, que é a parte antiga da cidade, o conjunto medieval. Meu hostel oferecia esse serviço gratuitamente. Ao longo da caminhada, o guia vai explicando a história da região. O mais legal é comer tapas nos bares de lá e provar a cava, um tipo de espumante delicioso.
No mais, fique pelo menos cinco dias em Barcelona. São muitas atrações e não dá para fazer tudo com tempo curto. Confira a segunda parte da lista AQUI.
Obs.: Viagem feita em maio de 2012

4 Responses

Deixe uma resposta