Motivos para conhecer Barcelona – parte II

postado em: Barcelona, Espanha, Europa | 4

DSC00398Já listei aqui alguns bons motivos para visitar Barcelona. Agora, vamos à segunda parte do roteiro.
1) Laberinto de Horta: Eu simplesmente amei este lugar. É um parque muito arborizado, que conta com um labirinto verde. Diversão garantida, né?  Quem preferir pode apenas caminhar ou ficar relaxando.
Salte na estação Mundet da linha verde do metrô e ande até lá ou vá de ônibus, usando as linhas N4 e N9 ou N4 e N6 (considerando a partida da Plaça de Catalunya e arredores).
DSC00402DSC00397DSC00389DSC00407
2) Plaça Espanya: Na minha humilde opinião, a praça mais atraente de Barcelona. Para ter uma vista espetacular dela, basta subir até a cobertura do Centro Comercial Arenas. O preço da entrada é simbólico, cerca de um euro.
Caminhando pela praça, chega-se ao Museu Nacional d’Art de Catalunya, também belíssimo. Por ali está ainda a entrada para o parque Montjuïc.

DSC00350DSC00349DSC00348DSC00351

DSC00362
Museu Nacional

3) Montjuïc: Parque localizado no alto de uma colina, com jardins e esculturas, de onde se tem uma visão panorâmica de Barcelona. Não deixe de pegar o teleférico e descer até a praia Barceloneta. Custa oito euros.
Por Montjuïc passa um circuito para bicicletas chamado Ronda Verda. Aliás, uma boa forma de conhecer a cidade é pedalando.
DSC00425DSC00426DSC00427

DSC00430
Do teleférico
DSC00428
Vista do teleférico

4) Barceloneta: Lugar bem animado que reúne bares, restaurantes, boates e um mercadão. Como me hospedei bem perto das Ramblas, famosa avenida de Barcelona, fui caminhando até lá, mas rola usar ônibus e metrô também. A praia deixa um pouco a desejar no quesito beleza, mas é agradável.
DSC00442

DSC00417
Proximidades da praia

5) Ice bar: Se não me engano, a entrada custou entre 15 e 20 euros, com direito a um drinque. É bem caro, mas queria muito conhecer e topei pagar. Não fiquei lá dentro nem 15 minutos, de tão frio. Eles dão casaco e luvas, mas, ainda assim, é complicado. De qualquer forma, eu amei. Fica na Barceloneta.
DSC00451DSC00456DSC00467DSC00472
6) Night: Barcelona tem uma vida noturna agitadíssima. As boates localizadas na Barceloneta são as mais badaladas e caras. Uma bem conhecida é a Opium, que recomendo bastante. Porém, como não sou muito fã dessas mega casas, curti mais as que ficam fora do circuito, como Otto e Bling Bling. Elas têm preços mais acessíveis e não ficam devendo quando o assunto é animação.
Também é interessante pagar por um pub crawl, pois a cidade tem bares e pubs excelentes. Os albergues costumam ter um esquema bacana e conseguem acesso fácil a esses lugares. De quebra, ainda oferecem bons descontos para entrada nas boates.

4 Responses

  1. 62 Lugares para conhecer em 2017

    […] 34 – Madri, na Espanha: Segundo o NYT, jantar em Madri é cada vez mais uma experiência internacional, com cozinhas japonesa, brasileira, vietnamita, peruana, mexicana e indiana. Entre os restaurantes mais interessantes estão o Amazónico, o BiBo Madrid e o Chuka Ramen Bar. Roteiro bacana que preparei (parte I e parte II). Ah, e você PRECISA visitar Barcelona, uma das cidades mais vibrantes do mundo (parte I e parte II). […]

Deixe uma resposta