Os encantos de Madri – parte I

postado em: Espanha, Europa, Madri | 3
dsc00491
Jardines de Sabatini

Muito se fala de Barcelona, mas Madri também tem seus encantos. E não são poucos. Com pontos turísticos belíssimos e uma badalada vida noturna, a cidade espanhola conquista por sua identidade marcante.
Me hospedei no Hostel Mucho Madrid, que fica na Calle Gran Vía, onde se localizam bons restaurantes e lanchonetes, além de teatros e lojas. A rua, por si só, já é uma atração. Vale caminhar por ela e ir explorando cada pedacinho. O hostel, bastante confortável e com preço honesto, está bem próximo da estação de metrô Santo Domingo. Outra opção é a estação Plaza de España, um pouco mais distante.
 VEJA MAIS OPÇÕES DE HOSPEDAGEM EM MADRI
Na Gran Vía, se encontra a cervejaria 100 Montaditos. Eu amei esse lugar. Trata-se de um bar especializado em pequenos sanduíches dos mais variados sabores. Dependendo do dia, rolam promoções incríveis, como uma jarra de cerveja ou sangria + um montadito por dois euros. Há lojas espalhadas por todos os cantos da cidade. Outro local bacana e também em conta é o restaurante italiano Dibocca, do lado do hostel. Eles trabalham com menu executivo no almoço. Vale experimentar, pois a comida é deliciosa.
Neste post, começarei a falar sobre as atrações turísticas. Se você for fazer uma viagem mochilão pela Europa, três dias são mais do que suficientes para conhecer os principais pontos. Caso tenha mais tempo disponível, fique quatro ou cinco, no máximo. Ah, o transporte público funciona muito bem, sobretudo o metrô. Mas o grande barato é caminhar. Madri é bastante movimentada e cada parte dela tem um charme.
Palácio Real de Madri: Desde o hostel, dá para chegar em dez minutos andando. Se for de metrô, salte na estação Opera. O palácio é gigante e pode ter seu interior visitado mediante pagamento de entrada. Eu preferi economizar. Além disso, há jardins lindos e tranquilos, em contraste com a pulsante Gran Vía. Destaque para os Jardines de Sabatini.
dsc00509dsc00490dsc00515

dsc00522
Pelo caminho

Mercado de San Miguel: Do palácio segui para o Mercado São Miguel caminhando por mais uns dez minutos. Durante o caminho, deu para avistar a Catedral de La Almudena (abaixo). O trajeto, aliás, é bem agradável, por conta das ruas arborizadas.
O mercado é uma graça, repleto de lojinhas de comidas e bebidas. Fui à tarde, mas à noite costuma ser mais animado.

dsc00527
Vista da catedral

dsc00532dsc00531dsc00530
Plaza Mayor: Outro ponto interessante de Madri. A praça faz parte do centro histórico e tem construções que chamam a atenção. Dê uma passada rapidamente para conhecer.
dsc00533dsc00534dsc00535
Puerta del Sol: Fica perto da Plaza Mayor. À noite, vários promoters circulam por lá e oferecem entrada grátis em bares e boates, além dos famosos chupitos, que são doses de bebidas (as opções de drinques variam conforme o estabelecimento). A boa é entrar em vários locais para fazer a pré-night de graça. Depois, é só parar numa boate mais bombante e curtir o resto da noite. Chegue por volta de 23h, pois antes disso estará tudo vazio. A estação de metrô mais próxima é a Sol.
Obs.: Viagem feita em maio de 2012

3 Responses

  1. 62 Lugares para conhecer em 2017

    […] interessantes estão o Amazónico, o BiBo Madrid e o Chuka Ramen Bar. Roteiro bacana que preparei (parte I e parte II). Ah, e você PRECISA visitar Barcelona, uma das cidades mais vibrantes do mundo (parte […]

Deixe uma resposta