Guia prático de Londres – parte I

postado em: Europa, Inglaterra | 5
dsc_0438
London Eye

Meu maior arrependimento foi ir a Londres com a grana curta. Portanto, eis a dica mais preciosa que eu poderia dar: junte uma boa quantia antes de embarcar, pois, dessa forma, conseguirá aproveitar tudo o que essa cidade incrível tem a oferecer sem estresse. Se for só a Londres, fique uma semana. Caso esteja numa Eurotrip, reserve, no mínimo, três dias.
Para começar, adquira seu Oyster Card já no aeroporto. Com ele, você poderá utilizar ônibus, metrô e monotrilho na cidade. Basta carregar com uma determinada quantia (só múltiplos de cinco) de acordo com o tempo que for permanecer por lá. O cartão custa cinco libras, que são reembolsadas caso você o devolva numa estação ao fim da viagem.
Recomendo hospedagem nas áreas próximas às zonas 1 e 2 do metrô (você pode ver o mapa aqui), onde ficam as principais atrações turísticas. Eu, infelizmente, tive uma péssima experiência e, portanto, não darei uma boa dica. Só me resta fazer um alerta: fujam do RMA Hostel. Foi a maior furada que já enfrentei numa trip: preço caro; quarto pequeno, sem ventilador ou ar condicionado; e banheiro sujo e cheio de mofo.
VEJA OPÇÕES DE HOSPEDAGEM EM LONDRES
Voltando à vaca fria, com esse cartão, só serão cobradas até 6,50 libras por dia, independente da quantidade de viagens que você fizer (valor em janeiro/2016 para as zonas 1 e 2). Legal, né? Nas outras zonas, o preço aumenta bastante. Para sair do aeroporto e ir até essa região, paga-se mais de dez libras.
Agora vamos aos passeios. Apesar de toda a minha economia, pude conhecer os pontos mais legais de Londres. Como cheguei à tarde, escolhi ir logo à London Eye, a roda-gigante que proporciona uma linda vista da cidade. O ingresso custa 21 libras. Caso prefira não enfrentar a fila, é possível comprar o bilhete que dá acesso a uma entrada diferenciada, por 29,45. Eu fiquei cerca de uma hora esperando, ou seja, zero sofrimento. Portanto, acho que não vale a pena gastar mais dinheiro com isso. Os tíquetes vendidos pela internet têm desconto, então, a boa é se programar e adquirir com antecedência.

img-20150701-wa0007
Vista da London Eye

dsc_0440dsc_0435dsc_0434

dsc_0418
Rio Tâmisa

dsc_0432
Além disso, o site tem a opção da venda casada: comprando London Eye + Museu Madame Tussauds, por exemplo, gasta-se 39 libras (não é preciso ir às duas atrações no mesmo dia). Vale lembrar que o passeio na London Eye é curtinho, cerca de 30 minutos. Mas não dá para perder, garanto!
Caso comece seu tour por Londres pela manhã, procure visitar de cara o Palácio de Westminster (estação de metrô Westminster). A entrada é paga. Desse ponto, rola apreciar o famoso Big Ben. Por ali, há alguns locais de venda de souvenir.
Depois, caminhe até o Palácio de Buckingham para assistir à cerimônia da troca da guarda real, que começa por volta das 11h. Geralmente, isso acontece em dias intercalados. Você pode conferir o calendário atualizado no site oficial. Ah, e não precisa aparecer muito cedo lá para garantir um lugar na praça onde fica o palácio. O local fica realmente lotado, mas dá ver tudo tranquilamente mesmo chegando pouco tempo antes do início da apresentação. E nessa parte se localiza ainda a bela estátua Victoria Memorial.

img-20150701-wa0089
Big Ben

img-20150701-wa0078
img-20150701-wa0082

dsc_0441
Westminster
dsc_0450
Victoria Memorial
dsc_0456
Troca de guarda

dsc_0466dsc_0451

dsc_0453
Palácio de Buckingham

Siga, ainda a pé, para o Green Park e o St. James Park. São uma delícia, muito bem conservados e com um visual maravilhoso. Dali, parta para a Trafalgar Square e visite a National Gallery. A entrada é gratuita. Ali perto também está o M&M’s World, que é uma graça. Se estiver com criança, vale muito a pena. Tem vários bonequinhos e mil produtos para comprar.

img-20150701-wa0070
St. James Park
img-20150701-wa0059
Trafalgar Square com National Gallery ao fundo
img-20150701-wa0056
M&M’s World

Abaixo, um mapinha (tosco, eu sei) para vocês terem ideia das localizações. No próximo post, continuo o roteiro.
Obs.: Viagem feita em junho de 2015
londres

5 Responses

Deixe uma resposta