Ebenalp, na Suíça: restaurante Berggasthaus Aescher e cavernas Wildkirchli

postado em: Appenzell, Suíça | 4
Berggasthaus Aescher, em Ebenalp
Berggasthaus Aescher, em Ebenalp

Antes de viajar para a Suíça, não imaginava que um país tão pequeno pudesse ter tantas paisagens incríveis e uma estrutura tão eficiente. Uma região que merece a sua visita é Appenzell, onde fica o lindo refúgio Berggasthaus Aescher, na montanha Ebenalp.

Como chegar:

Appenzell se localiza a pouco mais de 90km de distância de Zurique. De trem, demora cerca de duas horas. É preciso viajar da estação central de Zurique até Gossau e, de lá, fazer a baldeação e seguir até o vilarejo de Wasserauen, onde se localiza o teleférico para Ebenalp. A estação de trem fica em frente ao ponto de embarque do teleférico. O bilhete ida e volta para todo esse trajeto custa 19,50 francos (valor em 2019). Para pesquisar os horários, consulte o site da empresa SBB (sbb.ch). Quem tem Swiss Travel Pass consegue utilizar todas os meios de transporte do país ilimitadamente.

Eu resolvi ir até Appenzell saindo de Vaduz, a capital do principado de Liechtenstein (clique para conferir o roteiro). Leva apenas uns 40 minutos de carro. Fiz isso porque minha visita a Vaduz terminou bem mais cedo do que eu esperava: conheci todas as atrações que desejava num curto espaço de tempo. Se você fizer o mesmo, basta seguir o GPS para ir de um ponto a outro, não tem erro.

Há um estacionamento bem grande pertinho da bilheteria do teleférico. Não lembro quanto custou, mas com certeza não passou de cinco francos suíços pelo dia todo (em 2018).

Estive lá num dia ensolarado de agosto, por volta de 13h, e foi tranquilo, mas li que em certos momentos do verão costuma encher bastante. Então, melhor não arriscar e chegar cedo para garantir a vaga e não enfrentar filas para subir.

COMPARE PREÇOS DAS LOCADORAS E ALUGUE SEU CARRO

O teleférico Wasserauen-Ebenalp:

O ingresso do teleférico Wasserauen-Ebenalp sai a 20 francos só para subir ou 31 para subir e descer (valores para a temporada de verão em 2019, de maio a novembro). Com Swiss Travel Pass, há 50% de desconto.

Ebenalp
O teleférico para ir a Ebenalp

De maio a novembro, a operação começa às 7h30. Nos outros meses, o início é mais tarde. Os horários de encerramento variam conforme a época. E existem ainda os períodos de parada do teleférico para manutenção. Veja no site oficial e se programe para não perder o passeio.

As partidas do teleférico ocorrem a cada 15 minutos e a última subida acontece 15 minutos antes do encerramento das atividades do dia. A viagem de Wasserauen para Ebenalp dura seis minutos.

VOCÊ SABIA QUE É OBRIGATÓRIO TER SEGURO VIAGEM PARA ENTRAR NA SUÍÇA? FAÇA A COTAÇÃO E GARANTA O SEU

O que fazer em Ebenalp:

Existem diversas opções de trilha lá em cima. Quem tiver disposição e tempo pode inclusive descer andando e pagar o teleférico só para subir. Eu preferi um trajeto mais básico, o Ebenalp-Wildkirchli-Aescher-Ebenalp, que leva trinta minutos no total (ida e volta, descontando as paradas).

Ebenalp

O passeio de Ebenalp para Wildkirchli começa com uma descida com vista deslumbrante de cerca de dez minutos até as cavernas, localizadas a 1.500 metros acima do nível do mar. Elas se tornaram conhecidas em 1904, quando foram encontradas pela primeira vez evidências de que o homem viveu nos Alpes durante o período Paleolítico (45.000 a 30.000 a.C.). Nesse ponto, também é possível encontrar uma capela. Atenção porque dentro das cavernas é escorregadio. Eu fui despreparada, de sandália, e tive que andar bem devagar. Então, use tênis.

Wildkirchli, em Ebenalp
Cavena Wildkirchli
Ebenalp
Trilha entre Wildkirchli e Berggasthaus Aescher

Em seguida, com mais uns cinco minutos de caminhada, chega-se ao refúgio Berggasthaus Aescher, que funciona como pousada e restaurante. É impossível descrever a sensação de estar nesse lugar. A construção é belíssima e a vista, claro, chama a atenção. O Huffington Post, jornal on-line mais lido dos EUA, classificou o Berggasthaus Aescher como o restaurante mais interessante do mundo, para vocês terem noção. E saiu também uma foto dele na capa do especial “Destinations of a Lifetime”, da National Geographic. Demais, né?

Fiz uma parada aí e comi uma deliciosa batata rostie e tomei uma cerveja. Esperava encontrar preços altíssimos, mas os valores não fugiram tanto do padrão da Suíça. A batata custou cerca de 13 francos. Ah, e vale lembrar que o estabelecimento só abre do início de maio ao fim de outubro, ok?

A boa é aproveitar para seguir durante aproximadamente uma hora até o lago Seealpsee (pelo mapinha acima dá para se guiar direitinho). Infelizmente, não tive tempo de fazer, mas já vi várias fotos encantadoras. A trilha tem muitos degraus e pedras, portanto, como disse antes, melhor usar tênis. A partir do lago, é melhor descer caminhando de volta a Wasserauen durante cerca de 40 minutos, ou seja, pagar o teleférico só na subida.

Por fim, se tiver mais tempo disponível ainda, dê um pulo no centrinho histórico de Appenzell. Toda essa região é encantadora.

QUER FICAR CONECTADO DURANTE A VIAGEM? VEJA A MELHOR OPÇÃO DE CHIP DE INTERNET

Berggasthaus Aescher, em Ebenalp
Berggasthaus Aescher, em Ebenalp
Berggasthaus Aescher, em Ebenalp
Berggasthaus Aescher, em Ebenalp
Ebenalp
Ebenalp

LEIA MAIS:

Schilthorn, o mundo de James Bond na Suíça

Jungfraujoch – Top of Europe: neve o ano inteiro na Suíça

Como é se hospedar no luxuoso Parkhotel Bellevue, em Adelboden, na Suíça

O espetacular lago Gelmersee, na Suíça

4 Responses

  1. Maria Elisabete Hilgert

    fantástico! dá vontade de estar lá…..

  2. graziela

    boa noite, voce sabe me informar se no final do mes de novembro o teleferico funciona normalmente

Deixe uma resposta