Monte Titlis, em Engelberg, na Suíça: atrações, preços e formas de chegar

postado em: Engelberg, Europa, Suíça | 15
Monte Titlis
Ice Flyer

Uma das atrações mais interessantes da Suíça é o Monte Titlis, em Engelberg. Trata-se de um complexo de lazer que reúne várias atividades e pode ser visitado tanto no inverno quanto no verão. Em cada período, a experiência é totalmente diferente. Fui em agosto, um mês quente, e adorei curtir o dia ensolarado apreciando as montanhas nevadas. Depois de ler este texto, veja o vídeo lá embaixo para sentir o clima!

Como chegar:

A estação para subir ao Monte Titlis fica no vilarejo de Engelberg, a apenas 40 minutos de carro de Lucerna. Basta seguir pela estrada A2 e pegar a saída 33 (Stans-Süd) rumo a Engelberg. Com o auxílio do GPS, não tem erro. Digite “Titlis Engelberg cable car station” e chegará com facilidade. Se estiver sem internet, basta usar o wi-fi do hotel, por exemplo, para baixar o mapa off-line do Google Maps antes de começar a viagem. Eu parti de Zurique, que fica um pouco mais longe, a cerca de 1h30. O estacionamento no local custa cinco francos durante todo o dia.

De trem desde Lucerna, você gastará aproximadamente 45 minutos. A passagem ida e volta custa 18,40 francos. Saindo de Zurique, a viagem leva 1h50. O bilhete para ir e voltar sai a 38 (valores pesquisados em 2018). Quem tiver o Swiss Travel Pass, o passe para uso ilimitado de todo o sistema de transportes do país, só precisa apresentá-lo para embarcar. Consulte os horários no site da SBB, a companhia que administra a malha ferroviária suíça.

Quando chegar à estação de trem de Engelberg, caminhe por dez minutos até a estação Titlis. É possível também pegar o ônibus gratuito oferecido pela empresa para fazer esse deslocamento. Eles geralmente saem a cada 15 minutos e começam a circular por volta das 8h. O horário exato vai depender da temporada. No verão, tudo começa mais cedo na Suíça.

Titlis
Teleférico em direção ao Monte Titlis

O passeio:

A aventura começa com o teleférico Titlis Xpress, que leva ao lago Trübsee. Eu preferi parar nesse ponto só na volta. Então, segui viagem até a estação seguinte, a Stand, onde fiz a baldeação para o Titlis Rotair, o primeiro bondinho giratório do mundo. Ele conduz o visitante, em cinco minutos, ao topo, a 3.020 metros de altitude. Durante a subida, é possível ter uma visão panorâmica. É lindo demais. A viagem desde a estação lá embaixo até o cume leva meia hora no total. Pelo mapa abaixo, é possível ter uma boa noção.
 Monte Titilis
Vista do lago Trübsee dentro do teleférico rumo ao Monte Titilis
Monte Titlis
Vista do Monte Titlis

Ao chegar, me dirigi logo ao Ice Flyer (foto do início do post), um teleférico todo aberto, aquele clássico de estações de esqui. Ele faz a ligação com o glaciar, onde se encontra uma área para diversão. A viagem é curtinha, mas maravilhosa. Mais uma vez, a vista impressionou. O transporte funciona o ano todo e só fecha em caso de más condições climáticas.

No glaciar, crianças e adultos se misturam e descem várias vezes de tobogã na pista de gelo. Eu amei! Na volta, é preciso usar uma esteira para subir com o equipamento, como mostra a foto abaixo. Rola brincar de maio a setembro, mas, dependendo do tempo, podem suspender as atividades.

Pista de tobogã e boia com esteira à esquerda

Há também o snowtubing, aquelas boias gigantes usadas para escorregar. Infelizmente, não consegui aproveitar porque só estão disponíveis de maio a julho. Durante o inverno, essa parte é utilizada para as pistas de esqui (são 80 km no total, muuita coisa, não?).

Em seguida, peguei o Ice Flyer de volta e parei na Titlis Cliff Walk, que tem um metro de largura e cem de comprimento. É a ponte suspensa mais alta da Europa, a 3.041 metros de altitude. Nem preciso dizer que a vista a partir dela é incrível, né? Quem tem medo de altura vai sentir dificuldades para atravessá-la rsrs.

Titlis
Cliff Walk, no Monte Titlis
Titlis
Cliff Walk, no Monte Titlis
Por fim, fui à Glacier Cave, uma gruta com 150 metros de extensão e localizada a 20 metros abaixo da geleira, que, por sinal, tem cinco mil anos. A temperatura lá dentro é de -1,5°C. Ou seja, nada de abrir mão do agasalho, mesmo durante o verão. Eu senti bastanteeeee frio, inclusive.
Titlis
Glacier Cave, no Monte Titlis

Para os que curtem trilhas, uma boa pedida é sair da estação do Titlis Rotair e andar até o mirante Stotzig Egg. Durante a caminhada, no gelo, rola apreciar os Alpes. Com tempo aberto, dá para observar as montanhas de Valais e a Floresta Negra. Durante o inverno (outubro a maio), parte da trilha é feita na pista de esqui. O caminho pode ser percorrido em cerca de 40 minutos. Veja outras opções de trilhas mais extensas para a época de verão.

Na volta, como já mencionei neste texto, parei no lago Trübsee, que é simplesmente maravilhoso. Aliás, rola pegar um dos barquinhos que ficam parados ali, sem qualquer custo, e sair remando. Uma delícia. Também neste ponto, está um parque cujo destaque é a BagJump. Nesse brinquedo, pula-se de plataformas de três, quatro ou seis metros em cima de um enorme airbag (funciona de junho a outubro, das 11h às 17h). As crianças adoram!

Vale lembrar que a Suíça tem outro ponto turístico parecido com esse, porém, ainda mais bonito. Recomendo conhecer também. É o Top of Europe. E você não pode perder o Schilthorn Piz Gloria. Sem dúvida, o meu preferido. É outro complexo de lazer todo inspirado no 007 com paisagenss espetaculares!
Titlis
Trübsee

Horários:

A bilheteria do Monte Titlis abre de segunda-feira a domingo, das 8h às 17h. O Titlis Rotair funciona das 8h30 às 17h, mas fica fechado uma parte do ano para manutenção. Em 2018, por exemplo, foi de 5 a 16 de novembro. Já o Ice Flyer abre às 9h15.

Preços:

O ingresso para subir até o topo e curtir toda a estrutura citada aqui sai a 92 francos suíços (inclui a descida também). Para quem tem o Swiss Travel Pass, custa a metade do preço. Para experimentar o Ice Flyer, é preciso desembolsar mais 12 (sem desconto para Swiss Travel Pass). Durante o inverno, o passe para esquiar durante um dia é vendido a 65 francos. Para não correr o risco de enfrentar qualquer fila na chegada, compre seu ingresso com antecedência pelo Get Your Guide, site parceiro que reúne entradas para diversas atrações pelo mundo. Basta clicar no link.

Dicas:

– Leve agasalho, independentemente da estação do ano. No inverno, capriche nas roupas.
– Opte por tênis ou bota impermeável para trilha, já que os pés acabam molhando por causa do gelo.
– Não se esqueça do óculos de sol.

LEIA MAIS:

15 Responses

  1. Angela C S Anna

    ahhh não deu tempo de fazer esse passeio quando visitei a suíça, ficamos mais tempo na região de interlaken e em lucerna fizemos o pilatus. é tudo semelhante, muito bonito!

  2. Mariana Antunes

    Uma ótima sugestão para visitar na Suiça, lugar lindíssimo! Da Titlis Cliff Walk você tem uma visão impressionante, lindas fotografias! Adorei e relato e vou anotar para um futuro roteiro para lá!

  3. Paloma

    Vou para a Suiça em Março, você acha que é uma boa época para visitar? estou procurando passeios para fazer em 3 dias em Zurique.

    • De Boa na Trip

      Em março vai estar bem frio e com neve. As paisagens devem ser lindas nessa época também. De Zurique, os passeios mais próximos são para Monte Titlis, Pilatus (não fui, mas dizem que é legal), Lucerna e Interlaken. A partir de Lauterbrunnen, um pouco mais distante de Zurique, dá para ir ao Top of Europe e ao Schilthorn, ambos imperdíveis!

  4. Ruthia

    As paisagens da Suíça são todas tão lindas que é difícil escolher a preferida. Não passei nessa região, acabamos por não subir a nenhuma montanha pois apanhamos mau tempo no Pilatus.

  5. Aline Aguiar

    Que máximo esse passeio! O que mais me impressiona na Suíça é a infraestrutura para conhecer os lugares mais espetaculares. Se fosse em outro lugar seria necessário 3 horas de trilha, um bote, um cavalo… na Suíça tem um bondinho! rs.

    • De Boa na Trip

      hahahah Falou e disse! A estrutura lá impressiona. Em outros lugares, seria exatamente como você descreveu!

  6. Gabriela Torrezani

    Ótimo post, super prático pra ajudar a planejar o passeio. Salvei aqui porque estou querendo ir pra Suíça ano que vem! Fiquei interessada em visitar a Glacier Cave – mas com medo do frio, confesso hehehe

    • De Boa na Trip

      Se tem medo do frio, prepara os agasalhos! hahaha

  7. Patti

    Que bacana! Fui várias vezes à Suiça mas não fui até o Monte Titlis. Será que tem algum trek ou só da pra ir de cable car? Abs

  8. Edson

    Que lugar lindo, essa ponte é maravilhosa, hein… já passou da hora de irmos para aí! 🙂

  9. LUCIANA

    Gostei do post!
    Gostaria de saber qual o valor pra usar as boias para escorregar! Vocês sabem?

Deixe uma resposta