Conheça o funicular Gelmerbahn e o lago Gelmersee, na Suíça

postado em: Europa, Grimselwelt, Suíça | 12
Gelmerbahn
Lago Gelmersee, acessível por meio do funicular Gelmerbahn

Você sabia que a Suíça tem o funicular aberto mais íngreme de toda a Europa, com inclinação que chega a 106%? Trata-se do Gelmerbahn, localizado em Handegg, na região de Grimselwelt, no Cantão de Berna. É por meio dele que se chega ao lago Gelmersee, um ponto turístico espetacular do país, a 1.860 metros de altitude.

Como chegar:

Quem vai de carro só precisa seguir as instruções do GPS. Digite Gelmerbahn no Google Maps, por exemplo, e não terá dificuldades. Eu saí de Interlaken Ost e fiz o trajeto até lá em cerca de 50 minutos. O estacionamento no local é gratuito. Pare logo que se deparar com a placa “parking”. Em seguida, suba a pé por dois ou três minutos e encontrará a bilheteria e o funicular.

Também é possível utilizar o transporte público. Saindo de Lucerna ou de Interlaken Ost, pegue o trem até a estação central de Meiringen e, de lá, o ônibus 161 (amarelo) até Handegg (você deverá saltar na parada Handegg, Gelmerbahn). O bilhete de trem sai a 13 francos suíços (ida e volta) e a viagem dura entre 32 e 37 minutos. Já a passagem de ônibus custa 17,20 (também ida e volta) e o trajeto é feito em 33 minutos.

Ingressos:

Se você gosta de uma viagem bem planejada, recomendo comprar os ingressos do Gelmerbahn com antecedência pelo site para garantir os horários de subida e descida, já que a capacidade do bonde é para 24 pessoas por vez. Eu escolhi ir às 9h48 e voltar às 14h24. Foi tempo mais que suficiente, como contarei adiante. O bilhete de ida e volta custa 32 francos. Aqueles que quiserem subir ou descer por trilha pagam 16 (uma hora e meia de caminhada, aproximadamente, sendo a descida um pouco mais rápida). O preço para crianças de 6 a 16 anos é de 12 francos (ida e retorno). Lembrando que não há qualquer desconto na entrada para os portadores do Swiss Travel Pass, o passe que permite o uso ilimitado de todas as modalidades de transporte da Suíça.

Já quem não quer ficar preso a horários pode adquirir o ingresso na bilheteria, no momento da chegada. Logo cedo, não há riscos. Subi com o funicular quase vazio. Por volta de 11h é que começa o movimento mais intenso. De qualquer forma, é obrigatório escolher a hora em que retornará. Portanto, pense bem antes de decidir. Vale lembrar que as subidas e descidas acontecem a cada 24 minutos.

E atenção: o Gelmerbahn só funciona no verão. Em junho, setembro e outubro, das 9h às 16h (última subida às 15h48 e última descida às 16h), e em julho e agosto, das 9h às 17h (última subida às 16h36 e última descida às 16h48).

Gelmerbahn:

O funicular foi construído em 1926 pela empresa KWO – que atua na produção de energia hidrelétrica na região – para transportar o material necessário à construção da represa do lago Gelmersee. Só em 2001 ele se tornou uma atração turística.

Minha dica é: suba e desça sempre no primeiro assento. Assim, você terá uma excelente visão dos trilhos e da paisagem, sem qualquer obstáculo. Na descida, a sensação é a de estar numa montanha-russa, guardadas as devidas proporções, já que a velocidade é muito menor. Para os que têm medo de altura: melhor evitar o banco da frente. E relaxe porque é tudo bastante seguro.

Importante destacar ainda que o funicular sai pontualmente sempre, como tudo na Suíça. Se perder, terá que esperar e embarcar no próximo, caso ele não esteja lotado.

Gelmerbahn
Gelmerbahn: estacionamento ao fundo, à direita e rápida subida até a bilheteria. Na foto, o início do percurso do funicular.
Gelmerbahn
Gelmerbahn: subida no último banco

Gelmerbahn

Lago Gelmersee:

Depois de deixar o funicular, você caminhará por um minuto e se encantará ao avistar o lago Gelmersee e seu azul indescritível. Um dos lugares mais bonitos que já visitei. Se quiser apenas contemplar a paisagem e voltar na sequência, não perderá mais que 20 minutos. Dá tempo de pegar o bonde seguinte, inclusive. Mas o legal mesmo é dar a volta ao redor do lago. O caminho é percorrido em cerca de 1h30m. Eu fiz em duas horas porque parei inúmeras vezes para tirar fotos.

Gelmerbahn
Caminho para chegada ao lago

A trilha pode ser iniciada tanto pelo lado esquerdo quanto pelo direito. No fim das contas, não faz tanta diferença, já que o trajeto, no geral, é muito tranquilo. Basta ter cuidado com as várias pedras no caminho e usar tênis adequados (evite as sandálias). Um ponto que me chamou a atenção foi a sinalização, impecável. Impossível se perder. E o melhor de tudo é ter uma vista sensacional durante todo o percurso, né?

Acabei voltando ao ponto de embarque por volta das 12h30. Esperei um funicular com vaga e desci antes do horário previsto (14h24). Se não houver espaço no veículo, o jeito é aguardar a hora marcada mesmo. Então, como disse antes, calcule o tempo que irá precisar lá em cima antes de cravar um horário errado. Vale frisar que no topo não há qualquer estrutura, nem restaurantes. Apenas os banheiros.

Aqueles que estiverem com mais tempo e disposição têm a opção de fazer, a partir do lago, a trilha até Gelmerhütte. É uma subida íngreme que leva 3h30m, aproximadamente, e proporciona, ao final, uma belíssima vista do alto das montanhas.

MAIS FOTOS DA SUÍÇA NO INSTAGRAM DE BOA NA TRIP

Gelmerbahn
Início da trilha (pelo lado direito) ao redor do lago Gelmersee
Gelmerbahn

Gelmerbahn

Gelmerbahn

Gelmerbahn
Gelmerbahn: descida no primeiro banco

Ponte Handeck:

Depois de descer no Gelmerbahn, aproveite para atravessar a ponte Handeck, de 70 metros de altura, localizada bem em frente a ele. Ela faz a ligação da estação de embarque com o Hotel Handeck, aberto ao público para almoço. Desse ponto, dá para ver a linda cachoeira Handeckfalls. É uma atração para os que não têm problemas com altura, já que a ponte pênsil balança um pouco.
Gelmerbahn
Ponte Handeck, em frente ao Gelmerbahn
Gelmerbahn
Ponte Handeck, em frente ao Gelmerbahn

LEIA MAIS:

12 Responses

  1. Michela Borges Nunes

    Que lugar sensacional! E olha que já fomos a Berna e não sabia deste destino, nossa, lindo demais. A água do lago, este funicular inclinado, a paisagem, o verde, nossa, eu adorei! Só não sei se teria coragem de atravessar a Ponte Handeck, hehe, deu vertigem aqui só de olhar a foto.

  2. Marcia Picorallo

    Que post legal, já salvei pra quando eu for à Suíça. Vi a foto de abertura primeiro no IG,m as as demais tb estão lindas!

  3. Luciane

    Esse lugar é fantástico. Quero muito atravessar a ponte Handeck, mas como você disse não é uma atividade para quem tem medo de altura. Uma amiga travou no meio da ponte e foi um problemas.

  4. Patti

    Esse funicular é tudo né? E essas montanhas maravilhosas? Não conhecia a ponte Handeck… adorei!

  5. Flávia Donohoe

    Esse local é bastante famoso e com essa vista fica difícil não querer conhecê-lo! Eu adorei a Suíça e espero voltar a algum dia, ainda mais pra conhecer essa região!

  6. Camila

    Vi a foto no Instagram e tava curiosa pra saber mais detalhes ♥️ adorei o POST e tô sonhando com a Suíça

  7. Amilton Fortes

    Puxa, que vista sensacional! Adoraria visitar a Suíça e adorei saber das suas dicas. Uma pena agora o euro e dólar estarem tão caros, né?

  8. Ruthia

    Eu adoro a Suíça, já estive uma semana por lá, mas não visitei essa região. Argumento suficiente para voltar. Lindas fotos!

  9. Deisy Rodrigues

    Eu não sabia mas já estou apaixonada por essa experiências e essas paisagem, vale demais incluir no roteiro na Suíça.

Deixe uma resposta